Leão marinho do Aquário de Santos morreu de isquemia intestinal, diz prefeitura

Por G1

Uma torção no intestino que provocou uma isquemia (falta de fornecimento sanguíneo) foi a causa da morte do leão marinho Abaré-Inti, principal atração do Aquário de Santos, no litoral paulista, informou a prefeitura nesta segunda-feira (19). O corpo do animal foi submetido a exame de necropsia acompanhado pela Divisão de Veterinária do Zoológico de São Paulo.

A morte do leão marinho ocorreu na noite de domingo (18), mas foi informada pela prefeitura na manhã de segunda-feira. Segundo a municipalidade, o animal se alimentou normalmente até as 14h, quando apresentou quadro agudo de cólica abdominal. Abaré-Inti tinha 14 anos, 2 metros de comprimento e pesava cerca de 300 kg.Foi um quadro hiperagudo. O animal sofreu uma torção na região intestinal, o que causou uma isquemia naquele órgão. Isso mata e não há como prever ou prevenir— Alex Ribeiro, biólogo marinho e coordenador do Aquário de Santos

A prefeitura informou que a necropsia foi acompanhada chefe da Divisão de Veterinária do Zoológico de São Paulo, Fabrício Rassi, e pelo professor de patologia Guilherme Godoy. O pai do leão marinho que viveu no Zoológico de São Paulo teve quadro semelhante, mas o componente genético foi descartado. “É algo anatômico”, disse Alex.

Leão marinho Abaré-Inti, no Aquário de Santos, SP — Foto: Raimundo Rosa/PMS

Leão marinho Abaré-Inti, no Aquário de Santos, SP — Foto: Raimundo Rosa/PMS

Abaré-Inti

O leão marinho vivia em um tanque 80 metros quadrados, com 450 mil litros de água do mar. Ele nasceu em 2 de fevereiro de 2005 no Zoológico de São Paulo e foi transferido a Santos em dezembro de 2011, quando tornou-se o mascote oficial do aquário. A expectativa de vida da espécie Otaria flavescens é de pelo menos 30 anos.

A espécie é semiaquática e vive em áreas de baixas temperaturas, em colônias no Rio Grande do Sul e na costa da Argentina. Como Abaré-Inti nasceu em cativeiro, ele não poderia ser devolvido à natureza, pois não saberia buscar o próprio alimento. Em frente ao recinto do animal havia uma arquibancada onde o público interagia com ele.

O nome do mascote do aquário foi escolhido em concurso público na ocasião da transferência ao parque. Abaré significa “amigo do homem” e Inti representa “Deus do sol”, pela mitologia inca. A Prefeitura de Santos, administradora do parque público, ainda não decidiu sobre o que fazer com o tanque utilizado pelo leão marinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *